Wladimir Garotinho cobra suspensão de cobrança dos consignados
23/09/2020 20:13 - Atualizado em 23/09/2020 20:13
O deputado federal Wladimir Garotinho (PSD) cobrou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), pelo cancelamento da sessão desta quarta-feira (23) onde aconteceria o discurso do campista. Wladimir disse que pretendia pressionar pela votação do projeto de lei de sua autoria que suspende, por 120 dias, o desconto mensal de empréstimo consignado de servidores públicos, em especial aposentados, dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, da União, dos estados, municípios e do Distrito Federal.
“Infelizmente o projeto de lei que visa suspender os consignados não foi pra pauta de votação até hoje, pois o presidente (Rodrigo Maia) não concorda com a proposta. Acho isso muito estranho, pois só quem não é prejudicado neste país são ao bancos e o sistema financeiro que deveriam dar a sua cota de contribuição neste momento de pandemia”, disse Wladimir em vídeo postado nas redes sociais.
Na mesma sessão desta quarta-feira, o parlamentar iria defender a manutenção do auxílio emergencial no valor de R$ 600 até o final do ano. O governo prorrogou o pagamento do auxílio, mas reduziu o valor para R$ 300. “Estamos pedindo ao presidente Jair Bolsonaro e aos líderes partidários que mantenham os R$ 600 no valor do auxílio até dezembro”, explicou Wladimir.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS