"Não parece crível que a ex-prefeita desconhecesse o que estava acontecendo", diz juiz
13/01/2018 22:26 - Atualizado em 13/01/2018 22:34
Responsável pelo julgamento de 38 Ações de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) do caso Chequinho, o juiz Eron Simas fala em entrevista exclusiva sobre a condução do caso, que resultou na condenação de 42 réus, entre eles, a ex-prefeita Rosinha Garotinho.
O magistrado diz que em todas as sentenças estão demonstradas, de maneira muito clara, as provas que levaram à condenação ou à absolvição. Afirma, ainda, que não parece crível que a ex-prefeita Rosinha ignorasse o que estava acontecendo.
Destaca que a mudança que a sociedade tanto almeja tem que ser iniciada por ela mesmo. E que quem vende seu voto não pode mais ser tratado como vítima.
Confira a entrevista completa na edição deste domingo da Folha da Manhã.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Sobre o autor

    Suzy Monteiro

    suzy@fmanha.com.br